MEC abre 40 mil vagas para curso de alfabetização aos docentes

Com a pandemia, muitas crianças ficaram prejudicadas nos estudos. A ideia do Ministério da Educação é ampliar as fronteiras do ensino.

0

O Ministério da Educação (MEC) prepara qualificação para mais de 40 mil professores de alfabetização. O curso terá 160 horas e as aulas começarão no dia 11 de janeiro. O ensino será a distância, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem do MEC, a plataforma é totalmente gratuita e oferece as opções de baixar os conteúdos e os materiais de leitura.

O curso Alfabetização Baseada na Ciência (ABC) abrange todas as técnicas de estudo, leitura e escrita, além de auxiliar nas dificuldades em meio ao processo. A ideia do curso online, para ajudar na alfabetização das crianças, é por conta do isolamento social. Milhares de alunos tiveram atrasos no cronograma escolar, o que afetou diretamente o rendimento.

Por meio de nota, o MEC deu mais informações sobre a qualificação: “O curso é composto por um manual teórico, de 24 capítulos, elaborado pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, e um Programa de Intervenção Prático, desenvolvido pelo Centro de Investigação e Intervenção na Leitura do Instituto Politécnico do Porto. A Universidade Aberta de Portugal ficou responsável por gravar as videoaulas e produzir as legendas para o português do Brasil”.

A Universidade do Porto e o Instituto Politécnico do Porto licenciaram o governo brasileiro para uso do material dos professores. Nos próximos dois anos, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), pretende abrir vagas presenciais para este curso em Portugal.

Veja também: A nova Provinha Brasil: Confira a política de alfabetização no país

você pode gostar também