Papai Noel e seu símbolo para o Natal

Apesar de sua origem incerta, a figura do bom velhinho é conhecida e explorada nas comemorações de todo o mundo

0

Mundialmente conhecido como o bom velhinho que, na véspera de Natal, leva presente para as crianças que foram bem comportadas durante o ano, a figura do Papai Noel tem uma origem muito mais antiga e controversa do que a popularmente conhecida.

Apesar de muitas vezes ser símbolo de caridade e altruísmo, especialmente por sua associação com à Igreja e a santidade, o velhinho que as lendas afirmam residir no Polo Norte ou na Lapônia muitas vezes é posta como uma figura meramente comercial, responsável por fomentar o consumismo e movimentar o mercado.

Origem

Existem diversas especulações e teorias sobre a origem do Papai Noel, mas nenhuma completamente confirmada. É comum acreditar que sua origem tenha surgido a partir da mistura de várias outras lendas da Europa pré-cristianismo.

A lenda mais conhecida e mais aceitada é a que associa o personagem à história do Bispo São Nicolau de Mira, que viveu durante a primeira metade século IV, na região onde hoje é localizada a Turquia.

São Nicolau o bispo que inspirou a lenda do Papai Noel

Teorias cristãs afirmam que, por sua bondade sem fim, São Nicolau era conhecido como um homem que ajudava pessoas carentes e distribuía presentes a crianças em seus aniversários.

Assim, por muitos anos, foi comemorado o dia de São Nicolau em 6 de dezembro, data que foi posteriormente transferida para o dia 24 do mesmo mês, coincidindo com a comemoração do nascimento de Jesus. Segundo alguns historiadores, a Alemanha foi o primeiro local em que o Papai Noel se tornou simbolo do Natal.

Características do “bom velhinho”

Quando se refere à residência do Papai Noel, o Pólo Norte é o local mais aceito em países da América do Norte. Entretanto, a residência oficial se localiza na Lapônia, região que fica no Círculo Polar Ártico e engloba parte da Noruega, Finlândia, Suécia e Rússia, no norte extremo da Europa.

No Brasil, uma antiga colônia finlandesa do Rio de Janeiro se autodeclarou como casa de verão oficial da figura natalina.

Pequena colônia finlandesa no Rio de Janeiro

Além do próprio bom velhinho, as renas que puxam seu trenó são protagonista do natal das crianças. Renas são animais característicos da região ártica e apareceram na lenda graças ao poema “A visit from St. Nicolas” (1823), escrito pelo professor norte-americano Clement Clark Mooere.

Esse elemento foi retirado dos hábitos cotidianos dos habitantes do leste europeu, já que muitas renas são usadas para puxar trenós, já que consistem em animais fortes e resistentes ao frio.

Papai Noel

As cores de sua vestimenta também são um marco do Papai Noel e, ao mesmo tempo, uma das características que mais apresenta diferentes teorias. Atualmente, ele é caracterizado como um homem acima do peso que traja uma roupa vermelha e branca.

Entretanto, suas primeiras representações oficiais retrataram um homem magro que usava tons de marrom e verde. Em outras, vermelho e verde.

Trajetória da historia do Papei Noel

A história mais conhecida quando se refere a roupa totalmente vermelha com detalhes brancos, apesar de existirem rumores que retratam essa como uma das vestes utilizadas por São Nicolau, foi a retratada pelo comercial da Coca Cola.

A figura representada pela marca foi criada no fim do século XIX, pelo artista Haddon Sunblom, contratado para criar um Papai Noel que representasse a empresa. Com o passar dos anos, entretanto, a publicidade do velhinho fez com que essa imagem passasse a ser adotada por todo o mundo.

Propaganda da Coca-Cola

Cartas e pedidos das crianças

Uma das tradições mais comuns quando se fala de Natal e Papai Noel, são as cartas escritas e endereçadas pelas crianças ao bom velhinho, com a intenção de receberem realizações, presentes ou recompensas por terem se comportado durante o ano.

Acredita-se que a inspiração principal tenha sido o fato de que, por muito tempo, era hábito escrever cartas aos santos em busca de bençãos e realizações.

Entretanto, durante o século XVIII, pais fizeram seus filhos acreditarem que, caso se comportassem bem durante todo o ano, poderiam escrever uma carta e ganhar presentes do Papai Noel como recompensa.

Enquanto aqueles que não tivessem o comportamento desejado, receberiam unicamente um pedaço de carvão. Em alguns lugares ainda existe a lenda do Krampus, uma espécie de papai noel do mal que visita as crianças malcriadas a fim de castigá-las.

Krampus Papai Noel do mal
você pode gostar também