Arte barroca

O Barroco foi um estilo artístico marcado pelo contraste e dramaticidade que prevaleceu do século XVI e XVIII.

0
Entre o final do século XVI e a primeira metade do século XVIII, foi o estilo artístico conhecido como Barroco foi difundido nos países católicos da Europa e da América e alguns pontos do Oriente. Como estilo artístico, o Barroco surgiu como contraposição ao racionalismo do Renascentismo, sendo assim uma arte mais emotiva e cotidiana.

Esse estilo ganhou espaço em um período marcado pela expansão marítima, pela descoberta do Novo Mundo, pelo absolutismo e pelo surgimento das religiões protestantes. Assim, o Barroco é um movimento que mostra as dualidades do período por meio de uma arte que apresenta contrastes de cores e temas.

O que é arte barroca

Durante o período em que o Barroco floresceu como estilo, foram feitas obras de diferentes campos artísticos, como escultura, pintura, literatura, música, teatro e até na arquitetura e mobiliário. Dessa forma, a arte barroca é toda forma artística criada no período e com as características do Barroco.

A arte barroca surgiu na Itália, mas se espalhou rapidamente para outros países europeus. Com a vinda dos colonizadores para a América, a arte barroca também foi desenvolvida no Brasil e no restante do continente.

Assim, a arte barroca está inserida no contexto do colonialismo, com as riquezas descobertas nos novos territórios, e da Contrarreforma, movimento da Igreja Católica contra as religiões protestantes. Além disso, a arte barroca também está ligada ao absolutismo, já que os monarcas buscaram consagrar valores por meio da arte.

Características da arte barroca

Ao contrário do Renascentismo, que buscava um racionalismo por meio do equilíbrio, da harmonia e da sobriedade, o Barroco se distingue por ser um movimento exuberante. Dessa forma, a arte barroca é mais dinâmica, com contrastes mais fortes e maior dramaticidade.

Além disso, os temas mais frequentes na arte barroca são ligados a religião, já que a arte também foi usada pela Igreja Católica para controlar o avanço das religiões protestantes. Sendo assim, a arte barroca procurava reafirmar valores cristãos por meio das representações de santos e mártires.

Desse modo, as principais características da arte barroca são:

  • Influência de temas religiosos;
  • Riqueza de formas e detalhes;
  • Personagens com expressões dramáticas;
  • Uso intenso do jogo entre luzes e sombras;
  • Valorização das cores;
  • Menor preocupação com formas geométricas e linhas, uso maior de curvas;
  • Elementos dispostos de maneira assimétrica;
  • Contrastes entre o divino e o humano.

Arte barroca no Brasil

De acordo com estudiosos, as primeiras expressões de arte realmente brasileiras aconteceram durante o período do Barroco. No Brasil, esse estilo teve seu início no século XVII, perdurando até o século XIX.

Como o país estava vivendo o período colonial, existem muitas obras barrocas brasileiras e muitas igrejas, por causa da forte ligação com a Igreja. Além das igrejas, também existem outras construções nesse estilo, como câmaras municipais, residências e até penitenciárias.

Igreja de São Francisco, em Salvador (BA), inaugurada em 1713.

O início do Barroco no Brasil está ligado a literatura, com as obras de Gregório de Matos e do Padre Antônio Vieira sendo as de maior destaque. Também aconteceram manifestações na música e no teatro que influenciam festividades populares até os dias de hoje.

Entre os artistas do Barroco brasileiro, o que mais se destacou foi o escultor Antônio Francisco Lisboa, conhecido como Aleijadinho. Sua obra varia entre trabalhos em madeira entalhada, pedra-sabão e igrejas, sempre com o uso de muitas cores e cenas simples e dinâmicas.

“A Última Ceia”, escultura de Aleijadinho, localizada atualmente no Santuário de Congonhas.

Principais obras barrocas

O Êxtase de Santa Teresa (1647-1652), de Gian Lorenzo Bernini

Escultura “O Êxtase de Santa Teresa”, de Gian Lorenzo Bernini, uma das mais famosas da arte barroca, atualmente localizada na Igreja de Santa Maria della Vittoria, em Roma.

A Religião derrubando a Heresia e o Ódio (1695), de Pierre Le Gros

Escultura “A Religião derrotando a Heresia e o Ódio”, de Pierre Le Gros, mostra os ideiais Contrarreforma da arte barroca. Obra localizada na Igreja de Jesus, em Roma.

Crucificação de São Pedro (1601), de Caravaggio

Pintura “Crucificação de Pedro”, de Caravaggio, atualmente localizada na Igreja Santa Maria del Popolo, em Roma.

A Lição de anatomia do Dr. Tulp (1632), de Rembrandt

Pintura “A Lição de Anatomia do Dr. Tulp”, de Rembrandt, que mostra o jogo de luzes e sombras da arte barroca. Obra atualmente localizada no museu Mauritshuis, em Haia, nos Países Baixos.

Espólio (1577-1579), de El Greco

Pintura “Espólio”, do pintor El Greco, atualmente localizada na Sacristia da Catedral de Toledo, na Espanha.

Moça com o Brinco de Pérola (1665), de Johannes Vermeer

Pintura “Moça com brinco de pérola”, de Johannes Vermeer, que mostra os contrastes da arte barroca. Obra localizada atualmente no museu Mauritshuis, em Haia, nos Países Baixos.
você pode gostar também
Deixe um comentário