Gênero do substantivo

Os substantivos apresentam quatro maneiras diferentes de se adequar ao gênero do que estão nomeando.

0

As classes gramaticais são usadas diariamente em todas as frases formuladas, mesmo sem que a pessoa não perceba. Uma das classes mais usada é a dos substantivos, que são palavras que dão nome as coisas.

Por isso, os substantivos sofrem flexão para se ajustar ao número e ao gênero das coisas aos quais estão dando nome. Quase todos os substantivos possuem suas formas de singular e plural, mas o mesmo não acontece quando se tratam dos gêneros masculino e feminino.

No caso da flexão de gênero, os substantivos apresentam quatro formas diferentes de flexão de gênero. Confira abaixo quais são os gêneros dos substantivos.

Substantivos biformes

Os substantivos biformes são aqueles que têm duas formas diferentes. Ou seja, eles podem ser tanto do gênero feminino, quanto do masculino.

  • Exemplos: pato – pata, homem – mulher, cachorro – cadela, gato – gata, boi – vaca, etc.

Substantivos epicenos

Contêm apenas um gênero, geralmente se referem a animais. Portanto, nesse caso, é necessário colocar o termo fêmea ou macho para ser possível diferenciar o gênero de cada um.

  • Exemplos: onça macho – onça fêmea, baleia macho – baleia fêmea, cobra macho – cobra fêmea, girafa macho – girafa fêmea, etc.

Substantivos comum-de-dois

Nesse caso, a palavra é escrita da mesma forma tanto para o gênero feminino, quanto para o masculino. Sendo assim, o que varia são os artigos, adjetivos e/ou pronomes que acompanham o substantivo.

  • Exemplos: o presidente – a presidente, o motorista – a motorista, bom pianista ou boa pianista, etc.

Substantivos sobrecomuns

Esses substantivos não têm diferença para distinguir os gêneros. Dessa forma, apenas um termo já representa o feminino e o masculino.

  • Exemplos: a testemunha, a criança, o ídolo, a pessoa, a vítima, a criatura, o cônjuge, etc.

Veja também:

você pode gostar também
Deixe um comentário