Como é feito o leite condensado: entenda o processo

Diminuição da água do leite e adição de açúcar, duas etapas essenciais na produção desse ingrediente. Saiba como é realizado

0

O leite condensado é um ingrediente “coringa” que serve para fazer diversas sobremesas. Além do mais, na falta de algum componente complementar, ele pode ser consumido até mesmo puro.

Entretanto, apesar de ser tão útil, a maioria das pessoas não sabem como esse produto é feito. Primeiro, é bom desmistificar o nome leite condensado do termo físico condensação.

A condensação acontece quando um elemento passa do estado gasoso para o líquido. O que não é o caso do leite condensado. Pelo contrário, ele é fabricado a partir da redução de água e uma maior concentração do leite. Além disso,  o método conta com um considerável adição de açúcar.
Leite condensado

Com o termo devidamente explicado vamos às etapas do processo:

Centrifugação

Antes de tudo é importante que o leite esteja livre de quaisquer sujeiras.  Por isso, ao ser colocado na centrífuga, o líquido é girado e a diferença de densidade faz com que as impurezas fiquem no fundo.

Filtração

A filtração é importante para que, caso alguma impureza tenha sobrado no processo de centrifugação, o filtro possa retirá-la totalmente.

Pasteurização

O método de limpeza do leite continua nessa etapa, que tem que ser feita de maneira minuciosa. Nessa fase, o  leite tem que ser aquecido até chegar aos 75 °C.

Após alcançar a temperatura indicada, o líquido é resfriado subitamente para 20 °C.  Isso tem que ser feito para que micro-organismos presentes sejam eliminados.

Adição de açúcar

Para que fungos e bactérias não se desenvolvam, após a pasteurização, uma quantidade considerável de açúcar é adicionada ao leite.

Para se ter um noção do quanto de sacarose é inserida, são 180 gramas para um litro de leite.

Evaporação

Após o leite e o açúcar serem misturados eles são colocados em um equipamento para passar por um aquecimento. O recipiente controla a pressão e a temperatura, a qual tem que chegar ao máximo de 70 °C.

O objetivo é fazer com que 60% da água seja evaporada. Em seguida, o aquecimento é suspenso e a mistura passa por outro resfriamento súbito, de até 18 °C.

Adição de lactose em pó

Para finalizar o processo, é colocada um quantidade de lactose na mistura para que fique mais pastosa. Além disso, o ingrediente faz com que o açúcar não seja cristalizado.

você pode gostar também