Apolo – Deus do Sol e da beleza masculina na mitologia grega

Conhecido como deus do Sol, Apolo é um dos principais deuses da mitologia grega, com vários mitos narrando suas histórias.

0

A mitologia grega é um dos mais famosos conjuntos de narrativas criadas na Antiguidade. Essa mitologia reúne os mitos e lendas da Grécia Antiga e é composta por deuses, titãs, ninfas e outros seres que faziam parte das histórias que guiavam a vida dos gregos.

Para eles, os deuses viviam no monte Olimpo, pico mais alto da Grécia, e lá ficava o trono dos doze deuses principais. Um desses deuses é Apolo, conhecido como deus do Sol e um dos deuses mais importantes da mitologia grega.

Quem é Apolo

Apolo é uma das principais divindades da mitologia grega, sendo um dos doze deuses do Olimpo. Ele é filho de Zeus, deus dos céus e pai dos deuses, e Leto, deusa do anoitecer. Apolo também era irmão gêmeo de Ártemis, a deusa da caça.

Depois de Zeus, Apolo é o deus mais poderoso do Olimpo, possuindo muitos atributos e funções. Na mitologia romana, ele é chamado de Febo, que tem origem na palavra em latim Phoebus, que significa “brilhante”.

Deus do Sol

Apolo era descrito como deus da divina distância, que era capaz de ameaçar ou proteger mesmo estando no alto dos céus. Assim, Apolo ficou conhecido como o deus do Sol e da luz da verdade. Por isso, ele era responsável pelas terras agrícolas germinadas.

Ele era considerado o deus da morte súbita e das pragas, mas também era o deus da cura e da proteção. Apolo era um símbolo de inspiração profética, por ser o patrono do Oráculo de Delfos, e artística, já que era o líder das musas.

Apolo também era um deus guerreiro, sempre representado com arco e flecha. Por fim, ele é considerado o deus da beleza masculina, da perfeição e da harmonia, pois era sempre visto como um homem jovem, forte e muito belo.

História de Apolo

A história de Apolo começa durante a gravidez de sua mãe. Leto era amante de Zeus e a esposa dele, Hera, não ficou satisfeita com a situação. Por isso, ela impediu que Leto tivesse os filhos em qualquer parte do continente ou ilha e colocou a serpente Píton para persegui-la.

Leto deu à luz à Ártemis na ilha de Ortígia, mas só encontrou abrigo real na ilha flutuante de Delos. Após nove dias de sofrimento, Apolo nasceu e, logo em seguida, foi alimentado com néctar e ambrosia dos deus, tornando-se um imortal e, imediatamente, um adulto.

Com apenas um ano de idade, Apolo matou Píton para proteger sua mãe. Depois, ele procurou um local e homens para erguer seu templo, na cidade de Delfos, determinando rituais a serem feitos. Assim, o oráculo se chamaria Oráculo de Delfos.

Como os outros deuses, Apolo teve diversos casos amorosos. Um dos que mais se destacam é o seu relacionamento com Dafne, uma ninfa. Após zombar do deus Cupido, ele se vingou ao fazer Apolo se apaixonar por Dafne, enquanto ela passou a rejeitá-lo. Por causa disso, ela foi transformada em loureiro, que se tornou um dos símbolos de Apolo.

Outro famoso caso é o de Apolo e Jacinto, um príncipe de Esparta, que também terminou de forma trágica. Um dia, o casal praticava arremesso de disco, quando Zéfiro sentiu inveja e fez com o disco atingisse Jacinto na cabeça. Com raiva, Apolo transformou Zéfiro em um vento e criou, a partir do sangue de Jacinto, uma flor com o seu nome.

Curiosidades sobre Apolo

  • Os símbolos de Apolo são a coroa de louros, o instrumento musical lira, o arco e a flecha, os cisnes, os golfinhos, os lobos, o cervo e as serpentes;
  • Apolo também era considerado o deus da luz, oráculos, verdade, profecia, música, poesia, arco e flecha, equilíbrio, razão e o iniciador dos jovens no mundo dos adultos;
  • O matemático Pitágoras era considerado filho de Apolo;
  • Na Grécia Antina, Apolo era considerado a imagem do educador ideal, tendo inspirado a criação de um sistema ético-pedagógico;
  • Existiam de Templos de Apolo nas cidade de Delos, Delfos, Atenas, Dídima, Claros, Cnossos e Abas, sendo que alguns ainda podem ter suas ruínas visitadas.

Veja mais:

você pode gostar também