Folhas das plantas: como são?

Podem conter muitas variações, de acordo com sua espécie e são formadas por diversas partes distintas que formam uma única estrutura compelxa

0

As folhas das plantas, apesar de parecerem simples, possuem estruturas complexas, formadas por vários tipos de tecidos vegetais responsáveis por uma fotossíntese eficiente, pela sustentação da planta e por sua transpiração.

As folhas possuem sua origem exterior da planta, surgindo no caule, próximo ao chamado ápice caulinar

No geral, as partes mais importantes da folha presente nas plantas são divididas em: epiderme, mesófilo e sistema vascular.

Estrutura da folha

Formada por vários tipos de célula, a epiderme é responsável por revestir toda a estrutura da folha. Apesar de em algumas espécies a epiderme consistir em uma camada única de célula, em outras apresentam várias dessas camadas juntas.

A epiderme é formada pelos estômatos (que realizam a troca de gases), os tricomas (os “pelos”) e a cutícula (formada pela cutina, que constitui a camada superior na epiderme), que não deixam que a planta perca água de forma excessiva).

O mesófilo é o tecido da folha que cuida do processo de fotossíntese. É formado, principalmente, pelo tecido vegetal rico em cloroplastos denominado parênquima. A presença de cloroplastos permite o sucesso desse processo no mesófilo devido presença das organelas responsáveis pela fotossíntese presentes em sua estrutura.

Nesses cloroplastos são encontrados a clorofila, um tipo de pigmento produzido pela folha. Essa substância é responsável captar a luz natural e, consequentemente, por absorver determinados comprimentos de luz (com alguns tipos de cor) e refletir outros.

Esse é o motivo da maior parte das folhas serem verdes: a clorofila, em sua maioria, absorve as ondas de raio azul, violeta e vermelha e reflete o verde.

A parênquima pode ser classificada em paliçádica (que fica abaixo da epiderme e conta com duas células alongadas lado a lado) e lacunosa (localizada acima da epiderme ou entre as camadas de parênquima paliçádico e conta com células de diversas formas que são posicionadas com espaços entre elas).

Ainda existem as folhas consideradas homogêneas, como a planta do milho e outros grãos. Nelas, não é possível diferenciar os dois tipos de parênquima.

O desenvolvimento vascular das folhas se inicia bem cedo, antes mesmo do chamado primórdio foliar adquirir sua forma laminar. Seu sistema vascular (que é continuação do sistema vascular do caule), chamado de nervuras, é formado pelo xilema e pela floema, feixes vasculares que penetram o mesófilo da folha.

Essas nervuras são dispostas de maneira distinta em cada tipo de folha e planta. A principal função desses sistema é transportar a seiva bruta, que consiste na água e nos sais minerais, e a seiva elaborada (substâncias orgânicas e inorgânicas.

você pode gostar também