Guerra do Contestado

A Guerra do Contestado foi um conflito armado ocorrido na região sul do Brasil.

0
O que foi a Guerra do Contestado? Foi um conflito que ocorreu na região sul do Brasil. O enfrentamento derivou de uma disputa entre famílias camponesas e grandes empresas internacionais pela posse da terra.

Resumo

A região do Contestado – situado na divisa dos estados de Santa Catarina e Paraná – foi marcada por muitos conflitos de ordem política e econômica.

Inicialmente, a rica floresta e o amplo território dedicado à plantação de erva-mate, marcaram as disputas. Os grandes proprietários de terra forçavam os camponeses a se fixarem em outras terras.

Os coronéis locais expandiam suas fazendas tomando além das posses dos camponeses, a dos indígenas também.

O problema social foi agravado quando o governo brasileiro contratou uma empresa estadunidense para construir uma estrada de ferro ligando os estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. A empresa era a Brazil Railway Company. Parte do pagamento à empresa seria uma faixa de terra de 15 km de cada lado da ferrovia.

Em 1911, esta empresa criou a Lumber, que se comprometeu a colonizar a região com pessoas oriundas da Europa. A intenção desta empresa era explorar o pinho e a imbuia pertencentes a floresta nativa.

Os responsáveis pela empresa pagaram capangas para expulsar os sertanejos do local e instalaram em Três Barras, Santa Catarina, o maior complexo madeireiro da América do Sul, na época.

Sem local para morar, os sertanejos do Contestado começaram a seguir o beato José Maria. Juntos, construíram povoados em uma região do estado de Santa Catarina ansiada pelo Paraná.

A imprensa e os fazendeiros da região passaram a dizer que os sertanejos do Contestado eram inimigos da República.

Na realidade, entretanto, os sertanejos estavam reagindo à perda das suas terras, à entrada do capitalismo no campo e às atitudes perversas frente aos seus costumes e tradições.

O governo do Paraná enviou tropas com o intuito de destruírem Contestado. O monge José Maria e o comandante do exército paranaense morreram.

Revoltados, os seguidores do monge começaram a dizer que ele voltaria para se “vingar” de seus malfeitores. O movimento ganhou novos seguidores e o número dos adeptos cresceu.

Durante um enfrentamento, os sertanejos incendiaram a sede da empresa norte-americana que os enxotaram de suas terras.

Diante de tal ação,  o governo federal mandou cerca de seis mil soldados fortemente armados  à região do Contestado.

Utilizando como justificativa a defesa do regime republicano, as chamadas “vilas santas” foram completamente arrasadas pelas tropas federais e os camponeses mortos.

Onde ocorreu a Guerra do Contestado?

A Guerra do Contestado ocorreu no sul do país, na divisa entre os estados de Santa Catarina e Paraná.

Quando ocorreu a Guerra do Contestado?

A Guerra do Contestado ocorreu no período compreendido entre os anos de 1912 a 1916.

Fim da Guerra do Contestado

Ao incendiaram a sede da empresa estadunidense, o governo federal respondeu ao atentado de forma violenta.

Enviou à região do Contestado cerca de seis mil soldados fortemente armados com canhões e metralhadoras, além de apoiados por aviões. O exército brasileiro arrasou completamente com o local.

Os camponeses foram fuzilados ou queimados. Com o fim do conflito, os estados de Santa Catarina e Paraná chegaram a um acordo que delimitava os limites entre os dois estados.

Consequências da Guerra do Contestado

As consequências da Guerra do Contestado foram:

  • Mortes
  • Destruição do Contestado
  • As terras voltam a pertencer os grandes fazendeiros da região
  • Delimitação da fronteira entre o estado do Paraná e Santa Catarina
  • Surgimento de novas cidades
  • Surgimento de uma nova cultura regional no Brasil

Veja mais em: Guerra de Canudos

você pode gostar também
Deixe um comentário