O que é inflação

Muito se fala sobre inflação nos jornais, mas poucos entendem o impacto que esse termo causa no seu dinheiro e na sua vida.

0

Frequentemente, nas notícias de economia, é mencionada a palavra “inflação” como algo negativo. No entanto, nem todas as pessoas compreendem o que essa palavra significa.

Geralmente, associa-se inflação ao início dos anos 90, em que a inflação mudava todos os dias, e há um temor dessa palavra. Em outros casos, ignora-se o termo, seu significado e utilidade.

Ainda que as notícias de economia pareçam uma realidade distante, os assuntos abordados nelas merecem ser vistos atentamente, já que são capazes de afetar a vida diariamente, assim como a inflação.

O que é inflação

Inflação é a palavra usada para se referir ao aumento contínuo e generalizado dos preços de produtos e serviços. Ou seja, a inflação é o que faz com que um produto que custava um certo valor há vinte anos passe a custar duas vezes mais atualmente.

Dessa forma, a inflação representa um aumento no custo de vida, já que houve um aumento no preço de todos os itens básicos, como alimentação e moradia.

Para acompanhar esses aumentos, o governo decreta um valor de salário mínimo com o intuito de não diminuir o poder de compra da população.

No entanto, esses reajustes salariais acontecem uma vez no ano, enquanto a inflação sobe constantemente. Além disso, a inflação pode ser ainda mais prejudicial quando aumenta em níveis muito altos em um curto período, gerando instabilidade na vida financeira das pessoas e do próprio país.

Mesmo assim, a inflação não é necessariamente ruim. Na verdade, quando controlada, é um sinal de que a economia está saudável. A partir disso, investidores e empresários se sentem mais seguros para investir no país, o que movimenta a economia ainda mais.

Tipos de inflação

A inflação pode ser classificada em três tipos, conforme a causa que gerou o aumento dos preços dos produtos ou serviços. Sendo assim, a inflação pode ser uma:

  • Inflação de demanda: acontece quando o poder de compra da população aumenta em comparação a capacidade da economia de gerar novos produtos.
  • Inflação de custos: ocorre quando os insumos para a fabricação de produtos e serviços fica mais cara, aumentando o preço para o consumidor.
  • Inflação inercial: é o tipo que resulta do impacto de períodos de inflação alta, que fazem com que os agentes econômicos aumentem progressivamente o preço das coisas como forma de proteção para um possível período inflacionário.

Como a inflação afeta a vida

Na prática, a inflação faz com que o dinheiro perca valor. Um determinado tipo de biscoito que custava 1 reais em 2010, e, em alguns anos, passa a custar 3 reais, por exemplo, faz com que seja necessário mais dinheiro para comprar o mesmo item. Desse modo, a quantia de 1 real, que antes era um “bom dinheiro”, passa a ser bem pouco.

Além disso, em um cenário de hiperinflação, que acontece quando a inflação sobe rapidamente, também é capaz de distorcer essa noção do que é barato ou caro. Com os preços subindo todos os dias, a moeda perde o valor rapidamente e, consequentemente, os consumidores perdem o poder de compra.

No Brasil, houve um grande período de hiperinflação entre os anos 1980 e 1990. Pouco antes de Fernando Collor ser eleito, em 1989, a inflação chegou a 1.972,91%. Nesse período, os preços mudavam de um dia para o outro e até duas vezes ao dia, fazendo com que as pessoas estocassem produtos em casa, levando à escassez de itens em lojas e mercados.

Veja também:

você pode gostar também