Classificação dos seres vivos – Cinco Reinos

Conheça as diferentes classificações dos seres vivos e entenda como funciona o organismo de cada um

0

O seres vivos são classificados em cinco reinos, de acordo com as semelhanças  de suas características para que a história evolutiva de cada grupo seja entendida e organizada.

O fundador desse sistema de classificação foi um botânico e médico sueco chamado de Carl Von Linné (1707-1778), conhecido como Lineu, na língua portuguesa. Em homenagem a ele, esse sistema também é conhecido como Sistema de Classificação de Lineu.

Carl von Linné

Para que possamos entender esse sistema de classificação, precisamos entender os critérios utilizados para separar os seres vivos nos cinco grupos.

A unidade básica para separação usada é a espécie, dizemos que temos uma espécie quando indivíduos semelhantes conseguem se reproduzir e gerar descendentes que podem gerar outros descendentes.

O idioma oficial usado na classificação dos seres vivos é o Latim, e como essa língua não é mais falada em nenhuma parte do mundo, as espécie terão absolutamente o mesmo nome no Brasil e na China, por exemplo, pois não sofrerá nenhuma mudança de idioma local.

Os Reinos foram divididos separando espécies mais semelhantes em morfologia, anatomia, embriogênese e etc.. São eles: Reino Monera, Reino Protista, Reino Fungi, Reino Animalia e Reino Plantae.

Reino Monera

Os seres que fazem parte desse grupo são unicelulares, ou seja, possuem apenas uma célula no organismo. Além disso, outra característica é que essa célula é procariota, ou seja, não tem núcleo definido.

As bactérias fazem parte desse grupo. Elas podem ser autotróficas, quando produzem o próprio alimento ou heterotróficas, quando há a necessidade de retirar nutrientes de outros seres vivos para sobreviver.

Reino Monera – bactérias

Reino Protista

Os representantes desse grupo possuem núcleo definido, portanto são eucarióticos e podem ser autotróficos e heterotróficos.

Esse reino tem tanto organismos unicelulares, como os protozoários e algumas algas, quanto pluricelulares como as macro algas que já foram classificadas no Reino Plantae, mas foram transferidas para o Reino Protista pela sua reprodução muito simples.

Reino Protista
Protozoários – Reino Protista
Clorofíceas – algas pluricelulares

Reino Fungi

Os organismos que pertencem ao Reino Fungi não conseguem produzir o próprio alimento, ou seja, são heterotróficos, podendo ser uni ou pluricelulares.

A reprodução assexuada pode ser por brotamento ou fragmentação ou produção de esporos.

Reino Fungi
Reino Fungi
Reino Fungi

Reino Plantae

O seres vivos desse grupo são eucariotos, pluricelulares e autotróficos fotossintetizantes, ou seja, produzem o próprio alimento.

É o grupo onde estão inseridas todas as plantas.

Reino Plantae – Floresta tropical

Reino Animalia

Os seres vivos pertencentes a esse grupo são eucariotos e podem ser uni ou pluricelulares. Esse é o Reino em que estão todos os animais, inclusive nós seres humanos. 

Os animais são heterótrofos, ou seja, necessitam de outros seres vivos para que consigam alimento.

Reino Animalia
Reino Animalia

Curiosidades

Você sabia que os vírus são os únicos seres que não estão incluídos em nenhum Reino?

Isso acontece porque eles são seres acelulares, ou seja, não tem nenhuma célula! É isso mesmo que você leu!  O corpo deles é composto de material genético envolto por uma cápsula de proteína.

Os vírus podem ser até 100 vezes menores que uma bactéria, por exemplo, e, por esse motivo, alguns cientistas nem consideram os vírus como seres vivos.

Eles podem se replicar rapidamente e, mesmo sendo extremamente pequenos podem causar infecções graves aos seres humanos.

Veja também:

você pode gostar também