Governo Café Filho

Café Filho foi o 18° presidente do Brasil.

0

Café Filho foi o 18° presidente do Brasil. Governou o país de 24 de agosto de 1954 a 8 de novembro de 1955.

Após a renúncia de Getúlio Vargas, Café Filho teve que assumir a presidência do país por ser o vice-presidente do segundo governo de Vargas.

Biografia de Café Filho

João Fernandes Campos Café Filho foi advogado, jornalista e político brasileiro. Durante a Revolução de 1930, ele ocupou o posto de chefe de polícia do Rio Grande do Norte.

Em 1933, funda o Partido Social Nacionalista para integrar a Assembleia Nacional Constituinte. Em 1933 é eleito deputado federal pelo Rio Grande do Norte.

Em 1946, é eleito para compor a Assembleia Constituinte pelo Partido Republicano Progressista.

Características do Governo Café Filho

A população brasileira ficou indignada com a renúncia e suicídio de Getúlio Vargas, pois ele era adorado entre as camadas populares. Após o episódio, cabia ao seu vice assumir a presidência da República.

Assim, visando acalmar os ânimos, Café Filho afirmou manter o compromisso com as pessoas mais humildes.

Para os ministérios, ele indiciou políticos da União Democrática Nacional (UDN), comprovadamente contrários a Vargas.

Como forma de solucionar os problemas econômicos, seu governo:

  • Limitou o acesso ao crédito;
  • Reduziu as despesas públicas;
  • Reteve o imposto de renda automaticamente;
  • Criou uma única taxa de energia.

Visando apoio no Parlamento para a aprovação destas medidas, ele se comprometeu a ficar no governo provisoriamente.

Comprovando sua ausência do anseio de se manter no poder, ele negou a sugestão de adiamento das eleições estaduais.

Fim do Governo Café Filho

No final de 1955, Café Filho teve alguns problemas cardíacos e teve que se afastar da presidência. Carlos Luz, presidente da Câmara, assumiu a cadeira presidencial.

Rapidamente Carlos Luz indicou o general Álvaro Fiúza de Castro para Ministro da Guerra, contrário a chegada de Juscelino Kubitschek (JK) ao poder.

O antecessor de Castro, Henrique Lott, convencido por uma ala dos militares, promoveu um golpe contra Carlos Luz.

Após o golpe, Café Filho se recuperou rapidamente e demonstrou interesse em reassumir o posto de presidente do Brasil. No entanto, Lott preferiu entregar o mandato ao presidente do Senado, Nereu Ramos.

Foi desse modo que a transferência do poder para JK e Jango (vice) foi garantida.

Saiba mais em:

você pode gostar também