Júlio Prestes

Júlio Prestes foi o último presidente eleito durante o período conhecido como República Velha ou Primeira República.

0

Júlio Prestes foi o último presidente eleito do país durante o período conhecido como República Velha.

No entanto, ele foi impedido de ocupar o posto presidencial em razão do golpe de Estado, promovido pela Revolução de 1930, comandada por Getúlio Vargas.

Júlio Prestes entrou na vida política em 1909, ano em que se elegeu como deputado estadual por São Paulo.

Biografia

Júlio Prestes de Albuquerque nasceu em 15 de março de 1882, no interior de São Paulo, em Itapetininga.

Filho do coronel e presidente (governador) do estado de São Paulo, Fernando Prestes de Albuquerque e de Dona Olímpia, Júlio foi influenciado pelo pai e entrou na vida política, em 1909.

Graduou-se em Direito pela Faculdade de Direito de São Paulo. Chegou a atuar como advogado, mas foi na política que ele se destacou.

Casou-se com Alice Viana Prestes e juntos tiveram 3 filhos. Júlio Prestes morreu em São Paulo, em 1946, aos 63 anos.

Carreira Política

Júlio Prestes entrou na política em 1909, ano em que se elegeu deputado estadual por São Paulo.

Além de deputado estadual, ele foi deputado federal, presidente (governador) de São Paulo e presidente eleito, em 1930.

A República Velha foi um período marcado pela Política do Café com Leite, sistema político caracterizado pela alternância de poder que permitia que o governo federal ficasse concentrado nas mãos dos paulistas (café) e dos mineiros (leite).

Políticos dos dois estados se revezavam na presidência do Brasil através do apoio prestado pelos coronéis que forçavam a população a votar nos candidatos do seu interesse.

Por isso, a política nacional que vigorou na Primeira República representou a manutenção do poder e dos privilégios nas mãos dos mais ricos.

O presidente anterior à Júlio Prestes, era Washington Luís, do estado de São Paulo. De acordo com a Política do Café com Leite, ele teria que indicar algum representante do estado de Minas Gerais.

No entanto, ele optou por apoiar Júlio Prestes, também paulista. Com isso, a elite mineira ficou revoltada, pois esperava que a tradição de alternância fosse cumprida.

O sistema político brasileiro mudou com a Revolução de 1930. Liderado por Getúlio Vargas, este movimento impediu que Júlio Prestes – candidato eleito – , assumisse o cargo.

Nesse sentido, antes de sair do poder, Washington Luís é deposto por meio de um golpe militar.

Com a ajuda dos militares, Getúlio Vargas ascende ao poder. Júlio Preste se exila na Europa até 1934, ano em que regressa ao país e desiste da política. Em 1945 ele funda a União Democrática Nacional (UDN).

Revolução de 1930

Júlio Prestes e Getúlio Vargas disputaram a presidência do país em 1930. Não aceitando a derrota, Vargas organiza um golpe de Estado contra o então presidente, Washington Luís.

Conhecido como Revolução de 1930, o golpe contou com o apoio dos estados de Minas Gerais, Paraíba e Rio Grande do Sul que afirmavam a ocorrência de uma fraude eleitoral que teria beneficiado Júlio Prestes.

Sendo assim, a Revolução de 1930 pôs um fim na Política do Café com Leite ao impedir a posse de Júlio Prestes no posto presidencial.

Washington Luís é deposto no dia 24 de outubro de 1930 e Getúlio Vargas ascende ao poder.

Saiba mais em:

você pode gostar também