Governo Ranieri Mazzilli

Ranieri Mazzilli, por ter ocupado o cargo de presidente da Câmara dos Deputados na década de 1960, assumiu a presidência do país em alguns momentos.

0

O governo Ranieri Mazzilli teve vigência em dois breves momentos durante a década de 1960. O primeiro foi após a renúncia de Jânio Quadros, quando Mazzilli governou o país por treze dias.

O segundo momento foi após o golpe civil-militar de 1964 que tirou João Goulart do poder. Após a queda de Jango, Ranieri Mazzilli, que era o presidente da Câmara dos Deputados, assumiu a presidência do país por treze dias até que os militares ocupassem o cargo.

Biografia de Ranieri Mazzilli

Paschoal Ranieri Mazzilli nasceu em São Paulo, no ano de 1910. Formou-se em Direito pela Faculdade de Direito de Niterói, em 1940.

Antes de graduar-se em Direito, já estava inserido na carreira militar, onde participou do Movimento Constitucionalista de 1932 ao lado dos paulistas.

Entre os anos de 1935 e 1939, atuou como professor de Economia e diretor da Casa da Moeda.

Antes de se formar em Direito, ele assumiu vários cargos públicos, como a presidência do Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP), comandou a Caixa Econômica Federal e chefiou o Banco da Prefeitura do Distrito Federal.

Trajetória política de Ranieri Mazzilli

Ranieri Mazzilli contribuiu para a elaboração do Plano Salte, proposto pelo governo Dutra. Durante os anos de 1951 e 1966, ele atuou como deputado federal pelo estado de São Paulo.

Entre 1959 e 1965, assumiu o posto de presidente da Câmara dos Deputados e, por conta do cargo, assumiu a presidência do Brasil algumas vezes de forma interina.

Os momentos mais marcantes durante a sua passagem pela presidência do país foram em 1961 e 1964.

Em 1961, Jânio Quadros renuncia à presidência do país. No momento de sua renúncia, o então vice, João Goulart, se encontrava em uma visita diplomática na China.

O período que correspondeu a renúncia de Quadros ao retorno de Jango, Ranieri Mazzilli ocupou o posto de presidente da República.

No decorrer do seu mandato como deputado e presidente da Câmara, o país vivia em um contexto de forte tensão político-militar.

João Goulart era visto como comunista e sua visita à China reforçou ainda mais essa ideia. Por conta dessa associação, os ministros militares do governo Jânio Quadros formaram uma Junta Militar com o objetivo de impedir a posse de João Goulart como presidente do país quando retornasse da China.

A justificativa dos militares era que o país viveria uma guerra civil caso Jango assumisse o cargo, pois a segurança nacional estaria comprometida.

Mesmo com todas as articulações promovidas pelos militares para impedir a posse de João Goulart, ele conseguiu ocupar o cargo no dia 7 de setembro de 1961, data que marcou o fim do breve governo de Mazzilli que durou do dia 25 de agosto de 1961 a 7 de setembro de 1961.

O segundo momento do governo de Mazzilli foi após o golpe civil-militar de 1964, quando Jango foi destituído do posto presidencial.

Assim, no dia 2 de abril de 1964, Ranieri Mazzilli, presidente da Câmara dos Deputados, assumiu provisoriamente a presidência do Brasil.

Seu mandato foi até o dia 15 de abril de 1964, data em que ele entregou o cargo para o militar Humberto Castelo Branco.

Saiba mais em:

você pode gostar também