O que é preposição

As preposições são palavras invariáveis que servem para estabelecer relação entre termos.

0

A Língua Portuguesa é composta por dez classes gramaticais, que classificam a palavra de acordo com a sua função.  Esse fato assusta muitas pessoas que consideram português uma língua difícil de aprender.

No entanto, muitas palavras são utilizadas naturalmente no dia a dia, de forma que já se sabe a função da classe gramatical antes mesmo de ser estudado, como é o caso da preposição.

O que é preposição

A preposição é a palavra que tem a função de estabelecer uma relação entre dois ou mais termos da oração. Assim, a preposição cria uma relação de subordinação, em que o primeiro termo é subordinado ao segundo.

Por isso, as preposições são muito importantes na construção de um texto, já que, em muitas situações, as preposições são essenciais para a compreensão de uma frase ou oração.

Ao contrário de outras classes gramaticais, como adjetivo e verbo, as preposições são invariáveis, ou seja, não sofrem flexão de gênero (masculino ou feminino), de número (singular ou plural) e de outros tipos.

Classificação das preposições

As preposições são classificadas de acordo com a origem e usos das palavras. Dessa forma, as preposições podem ser:

Preposições essenciais

São palavras que não possuem nenhuma outra função na língua portuguesa, sendo somente preposições.

As preposições essenciais são: a, ante, até, após, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre, trás.

É importante não confundir a preposição a com o o artigo a e com o pronome a, que são palavras variáveis e com funções diferentes.

Exemplos de orações com preposições essenciais:

  • Os alunos fizeram a apresentação de um trabalho para o professor.
  • João está jogando contra Maria.
  • Ela trabalha naquela empresa desde o ano passado.

Preposições acidentais

São palavras que exercem outras funções além de preposição. Assim, o seu uso varia de acordo com o contexto, podendo ser preposição.

Algumas preposições acidentais são: afora, como, conforme, consoante, durante, exceto, fora, mediante, menos, salvo, segundo, senão, tirante, visto.

Exemplos de orações com preposições acidentais:

  • Os alunos foram mal no trabalho, visto que não se esforçaram.
  • João fez uma jogada arriscada durante o jogo.
  • Ela ganhou um aumento salarial conforme o esperado.

Locução prepositiva

Além desses dois casos, também podem ocorrer a junção de duas ou mais palavras que atuam como preposição, o que é chamado de locução prepositiva. Nesse caso, a última palavra da locução será uma preposição.

Algumas locuções prepositivas são: por trás de, por cima de, por causa de, perto de, junto de, junto a, abaixo de, acerca de, acima de, ao lado de, de acordo com, além de, antes de, até a, depois de, ao invés de, através de, a fim de, graças a, de encontro a, em frente a.

Exemplos de orações com locuções prepositivas:

  • Por causa de sua nota baixa, um aluno reprovou.
  • Maria jogou de acordo com as regras e venceu.
  • Ela guardou o salário a fim de viajar no final do ano.

Combinação e contração de preposições

As preposições são invariáveis, mas podem ser unidas a outras palavras para formar um só vocábulo. Essa união pode ser feita por combinação ou contração.

Combinação

Acontece quando uma preposição consegue manter todos os seus fonemas. Um caso em que isso acontece é com a preposição a quando combinada ao artigo masculino o para formar a palavra ao.

Exemplos de frases em que ocorre combinação de preposições:

  • O menino ficou triste ao contar da reprovação aos colegas. (a + os)
  • Maria deu uma chance de revanche ao João. (a + o)
  • Ela ainda não sabia aonde ir nas férias. (a + onde)

Contração

Por sua vez, a contração acontece quando a preposição sofre alteração nos fonemas ao unir-se a outra palavra. Isso acontece frequente com a preposição de e em, que sofrem contrações com diversos artigos e pronomes.

De →  do, dos, da, das, disto, disso, daquele, daquela, daquilo, desta, dessa.

Em →  no, nos, na, nas, nisto, nisso, naquele, naquela, naquilo, num, nuns, numa, numas.

As preposições pelo, pela, pelos e pelas são resultado da antiga preposição per com artigos definidos.

Além disso, a contração da preposição a com os artigos ou pronomes a, as e outros iniciados com a letra A trata-se de um encontro especial. Nesses casos, a fusão das vogais a  é chamada de crase, sendo marcado pelo uso do acento grave.

a + a = à →  às, àquela, àquele, àquelas, àqueles, àquilo

Exemplos de oração em que ocorre contração:

  • O menino gostava da bola dourada. (de + a)
  • Maria era muito boa naquele jogo. (em + aquele)
  • Ela decidiu que voltaria àquela praia. (a + aquela)

Veja também:

você pode gostar também