O que é spam

Se você já recebeu uma mensagem não solicitada, você já recebeu um spam, mesmo sem saber.

0

Entregar um convite de aniversário ou um livro para vários amigos é algo complicado. É uma ação que exige planejamento de embalagem, trajeto e horários.

No entanto, fazer isso pela internet é fácil e mais barato. Existem muitos programas que possibilitam enviar mensagens em grandes quantidades até para desconhecidos. Por causa disso, surgiu a prática do spam.

O que é spam

Spam é um tipo de lixo eletrônico enviado em grandes quantidades, geralmente com fins publicitários. Ou seja, spam é a versão eletrônica do anúncio impresso entregue nas ruas e que é ignorado pela maior parte das pessoas.

Não se sabe exatamente a origem da palavra “spam”. Alguns afirmam que é derivado da marca SPAM, que comercializa um tipo de carne suína enlatada e foi associada ao envio de mensagens em massa por um grupo de humoristas na Inglaterra.

Outros consideram que a palavra pode ser um acrônimo para Sending and Posting Advertisement in Mass, que significa “enviar e postar publicidade em massa”. Outros ainda dizem que é spam é acrônimo para Stupid Pointless Annoying Messages, algo como mensagens idiotas, sem propósito e irritantes.

Em muitos países, o envio de mensagens não solicitadas é regulamentado por lei. No entanto, mesmo em lugares onde isso não é feito, como o Brasil, a prática de enviar spam é autorregulamentada, já que a empresa e o produto passam a ser malvistos pelo consumidor.

Tipos de spam

Além do uso publicitário, o spam passou a ser uma prática comum com outros tipos de mensagens, até para as que não tem um objetivo claro. Confira alguns tipos de spam:

  • Boatos: histórias falsas escritas para alarmar ou iludir, tratando de temas como difamação de marcas e pedidos de doações;
  • Correntes: são mensagens que prometem algo para quem repassa o texto em um determinado tempo, atingindo muitas pessoas em um curto período;
  • Propaganda: nem sempre a ação parte de uma empresa séria, então, esse recurso também é utilizado para vendas de produtos ilegais por empresas desconhecidas;
  • Golpes: são mensagens com oportunidades milagrosas ou produtos que prometem resultados falsos, como propostas de trabalho em casa, receber dinheiro e convites para esquemas de pirâmide;
  • Estelionato: mensagens disfarçadas de spam comercial que solicitam o envio de dados ou o cadastro em uma página desconhecida para obter informações pessoais e senhas bancárias;
  • Programas maliciosos: também são mensagens disfarçadas, mas com o objetivo de induzir a pessoa que recebeu a instalar um programa de computador malicioso, como os vírus e os cavalos de Troia;
  • Ofensivos: servem para divulgar conteúdo agressivo e violento contra grupos específicos, estimulando ideais do fascismo ou fazendo apologia ao racismo e à xenofobia, por exemplo.

Veja mais:

você pode gostar também