O que é TED e DOC?

TED e DOC são duas modalidades para transferência de dinheiro. Enquanto uma conta com o dinheiro creditado no mesmo dia, a outra no próximo dia útil.

0

TED e DOC são modalidades de transferência de dinheiro. Enquanto em uma os valores são creditados no dia do depósito, com valores acima de R$ 5 mil, a outra é depositada no dia seguinte, com a possibilidade de transferir até R$ 4.999,99.

Para realizar essas transações, é necessário algumas informações do destinatário, como código da instituição bancária, agência e conta corrente, nome completo, CPF ou CNPJ.

Dependendo da instituição financeira, esses serviços costumam ser tarifados. Os valores podem variar de banco para banco. Apesar disso, alguns pacotes de serviços bancários oferecem essas transferências gratuitamente, ou com valores mais baixos.

O que é TED? 

A Transferência Eletrônica Disponível (TED) foi criada pelo Banco Central em 2002. Com a modalidade, a efetivação é concluída no mesmo dia da operação. Dessa forma, os valores caem mais rápido na conta de quem vai receber.

Normalmente, as quantias demoram até 90 minutos para serem creditadas na conta do destinatário, mas se a operação for feita depois das 17h, pode levar mais tempo, apenas no próximo dia útil.

Atualmente, não existe valores mínimos para esse tipo de transferência, mas existe um valor máximo, que consiste em R$ 5 mil.

O que é DOC? 

O Documento de Ordem de Crédito (DOC) também não possui um valor mínimo, mas o máximo a ser transferido consiste em R$ 4.999,99. Acima disso, é necessário transferir com TED.

Quando o dinheiro é depositado via DOC, só cai na conta do destinatário no próximo dia útil. Isso se a transferência for feita até as 22h. Se for após esse horário, o dinheiro é depositado somente depois de dois dias.

Por exemplo, caso o dinheiro seja depositado após as 22h de uma segunda-feira, ele será creditado apenas na quarta-feira.

O que é necessário para fazer TED ou DOC? 

Para realizar TED ou DOC é necessário ter em mãos alguns dados do beneficiário, como:

  • Nome completo e CPF (ou CNPJ);
  • Valor a ser transferido;
  • Tipo de conta (corrente ou  poupança);
  • Dados bancários (agência, código do banco e conta).

Veja também:

você pode gostar também