Significado de Quaresma

A Quaresma é um período de preparapação para a Páscoa, em que fiéis fazem penitências e jejuns para mostrar arrependimento pelos seus pecados.

0

Em algumas denominações cristãs, a Páscoa é um ciclo que compreende os tempos de preparação, de celebração e de prolongamento. A preparação se inicia na Quarta-feira de Cinzas, que marca o início da Quaresma. Em seguida, a celebração da Páscoa é iniciada e prolongada até o Pentecostes.

No entanto, a Quaresma é um desses períodos que mais levanta dúvidas, já que muitos sabem o que devem fazer, mas não o significado desse período.

O que é Quaresma

A Quaresma é o período de 40 dias entre a Quarta-Feira de Cinzas e o Domingo de Ramos, que marca o início da Semana Santa. Na crença católica, a Quaresma é o tempo de preparação para o Domingo de Páscoa, em que acontece a ressurreição de Jesus Cristo.

Assim, a Quaresma é a preparação para a renovação que acontece na Páscoa por meio da ressurreição de Cristo. Portanto, os 40 dias são um tempo litúrgico de conversão, em que os fiéis devem se arrepender dos seus pecados.

Portanto, na Quaresma, muitos fiéis escolhem se abster de algo como forma de penitência. Alguns preferem se abster de alimentos, como carne vermelha e chocolate, enquanto outros eliminam hábitos que os afastam de Deus.

Origem da Quaresma

Originalmente, cerca de 200 anos após o período em que Jesus viveu, os primeiros cristãos começaram a celebrar uma festa de preparação para a Páscoa com três dias de duração. Nesse período de tempo, os cristãos se dedicavam a oração, ao jejum e a meditação.

Por volta do século IV, a Igreja Católica oficializou esse tempo de preparação para a Páscoa, mas aumentou o período para 40 dias, passando a ser chamado de Quaresma.

Na Bíblia, o número 40 aparece com frequência, especialmente para marcar períodos de tempo. Foram 40 dias de dilúvio, 40 dias que Moisés permaneceu no Monte Sinai, 40 anos do povo hebreu em peregrinação pelo deserto. Da mesma forma, a Quaresma está ligada ao período de 40 dias em que Jesus esteve no deserto sendo tentado por Satanás.

No século V, também passou a ser praticado um período de preparação para a Páscoa que começava 17 dias antes da Quarta-feira de Cinzas. Esse período é conhecido como Tempo da Septuagésima e representa a criação, elevação e queda do homem. No entanto, a prática foi suprimida em 1961.

Veja também:

você pode gostar também