Sistema nervoso

Vamos conhecer melhor esse sistema que controla o corpo humano!

0

O sistema nervoso é uma rede de órgãos e células que promovem a comunicação de todo o organismo. Ele capta mensagens e estímulos do ambiente, interpreta e arquiva ou envia o sinal para o sistema correspondente elaborar uma resposta.

É isso que acontece quando você precisa subir uma escada, o seu cérebro recebe o estímulo do ambiente que é o degrau, interpreta que você precisa levantar sua perna e envia a mensagem aos sistemas muscular e esquelético.

Dessa forma, os sistemas muscular e esquelético serão capazes de elaborar uma resposta ao estímulo recebido, ou seja, irão promover o levantamento da perna para alcançar o degrau.

Perceba que todos esses passos ocorrem em frações de segundos, toda a comunicação por estímulos nervosos é muito rápida.

Qual a função do sistema nervoso?

A função do sistema nervoso é receber estímulos e gerar respostas ao meio ambiente no qual estamos inseridos.

O sistema nervoso permite que sejamos capazes de sentir dor, toque, mudanças de temperatura e perceber tudo que ocorre interna e externamente ao nosso corpo.

Anatomia do sistema nervoso

O sistema nervoso pode ser dividido em dois: sistema nervoso central e sistema nervoso periférico.

Anatomia do sistema nervoso
Anatomia do sistema nervoso

Sistema nervoso central (SNC)

O sistema nervoso central é formado pela medula espinhal e pelo encéfalo que são protegidos por três membranas chamadas de meninges.

Esse sistema é o responsável por receber e interpretar os estímulos, por isso é considerado a central de informações do corpo humano.

  1.  Encéfalo

O encéfalo pode pesar até 1,5 kg e é formado por três órgãos principais, além de glândulas secretoras de hormônios e neurotransmissores. Fazem parte do encéfalo: o cérebro, o cerebelo e o tronco encefálico.

O cérebro é o órgão mais volumoso e considerado o mais importante do sistema nervoso central. Ele é dividido em dois hemisférios simétricos.

A parte externa do cérebro é composta por muitas pregas, recebe o nome de córtex cerebral e é a responsável por comandar os cinco sentidos, a fala, a escrita, a memória, raciocínio, aprendizado, imaginação e muitas outras funções no corpo.

O cerebelo fica na parte posterior do cérebro e coordena o equilíbrio e os movimentos precisos do corpo. Ele também é o responsável por manter o tônus muscular em repouso.

O tronco encefálico é encontrado na porção inferior do cérebro, ele conduz impulsos nervosos entre o cérebro e a medula espinhal, fazendo também o caminho inverso.

Os movimentos respiratórios, batimentos cardíacos e reflexos também são controlados pelo tronco encefálico.

  1. Medula espinhal

A medula espinhal está localizada dentro da coluna vertebral, conectada ao tronco encefálico na parte superior.

Ela é um cordão de tecido nervoso que conduz impulsos de todo o corpo para o cérebro e coordena atos involuntários.

Sistema nervoso periférico (SNP)

O sistema nervoso periférico é composto por nervos originados no sistema nervoso central, eles podem ser de dois tipos: cranianos ou raquidianos. Esse sistema é o responsável por conectar todo corpo ao sistema nervoso central.

Os nervos cranianos partem do encéfalo, são 12 pares com função de transmitir mensagens sensoriais e motoras para áreas superiores do corpo, como a cabeça e o pescoço.

Os nervos raquidianos partem da medula espinhal e são compostos por 31 pares de neurônios. Os sensoriais recebem estímulos do ambiente e os motores transmitem impulsos do sistema nervoso central para o resto do corpo.

Esse sistema pode ser dividido de acordo com a atuação em sistema nervoso autônomo e sistema nervoso somático.

  • Sistema nervoso somático: controla a musculatura esquelética e ações voluntárias, que estão sob nossa vontade.
  • Sistema nervoso autônomo: é integrado ao sistema nervoso central e controla o funcionamento dos órgãos através dos sistemas nervosos simpático e parassimpático.

Doenças que afetam o sistema nervoso

Muitas doenças podem afetar o sistema nervoso e colocar a vida do paciente em risco. As principais são:

  • Mal de Alzheimer
  • Mal de Parkinson
  • Esclerose múltipla
  • Acidente vascular cerebral (AVC)
  • Epilepsia

Veja também:

você pode gostar também
Deixe um comentário