Água: importância, propriedades, ciclo da água

A água possui diversas propriedades importantes para a natureza e para o corpo humano, mas está sendo desperdiçada e pode acabar ficando escassa do planeta

0

A água é a substância mais abundante no Universo, sendo comum em todo o Sistema Solar. Aliás, a Terra é chamada de Planeta Água devido a grande abundância de água, presente em seus três estados físicos: sólido, líquido e gasoso. O estado sólido pode ser visto no gelo das regiões polares, enquanto o líquido constitui os rios, oceanos e lagos. Por sua vez, o estado gasoso não pode ser visto, já que compõe a atmosfera terrestre.

Por causa dessa abundância, a água abrange tudo que está e acontece no planeta. Dessa forma, a vida humana, animal e vegetal é extremamente dependente de água para continuar existindo. No entanto, esse importante recurso está sendo desperdiçado e poluído por seres humanos, o que pode causa uma escassez de água.

Propriedades da água

A água possui importantes propriedades físicas e químicas que a torna diferente de todas as outras moléculas que existem. Algumas dessas propriedades são:

  • A água é uma molécula formada por dois átimos de hidrogênio e um de oxigênio conectador por uma ligação covalente;
  • Uma molécula de água fica próxima de outras através de ligações de hidrogênio, o que é chamado de coesão das moléculas. Essa propriedade permite, por exemplo, que a água de mova dentro das outras;
  • A água é a única substância pura encontrada na natureza capas de estar em equilíbrio dinâmico nos estados líquido, sólido e gasoso;
  • Na fase líquida, a água é insípida, inodora e transparente. No entanto, em grandes quantidades, apresenta coloração azulada;
  • A densidade da água em estado sólido é menor do que a forma líquida. Isso faz com que o gelo flutue sobre a água, ao invés de afundar como outros sólidos;
  • A água atua na manutenção de temperatura, absorvendo e liberando calor de um organismo. No corpo humano, o resfriamento do corpo é feito através do suor;
  • Uma capacidade muito importante da água é a de dissolver muitas substâncias, sendo chamada de solvente universal.

Importância da água no corpo humano

O corpo humano é composto entre 60% e 75% por água. Dessa forma, a água é essencial para o bom funcionamento do organismo, não só humano, como também dos animais. As principais funções desempenhadas por essa água presente no corpo são:

  • Proteção do corpo de diversas formas diferentes. A lágrima, por exemplo, serve para proteger os olhos, enquanto o líquido sinovial atua para proteção das articulações como um lubrificante dessas regiões;
  • Participação nas reações químicas do corpo, já que muitas precisam de meio aquoso para ocorrer;
  • Regula a temperatura do corpo, um processo chamado de termorregulação;
  • Auxilia no transporte de substâncias na forma dissolvida, sendo um dos principais componentes do plasma sanguíneo;
  • Atua também na eliminação de substâncias tóxicas ou que estão em grande quantidade no corpo através da urina, que é constituída, principalmente, de água;
  • Ajuda no processo de digestão, estando presente na saliva e nos líquidos que digerem os alimentos.

Água no planeta

No planeta, a água é encontrada nos oceanos, lagos e rios, mas também em geleiras e águas subterrâneas. Todas essas diferentes formas de água cobrem 71% da superfície terrestre, o que corresponde a 1,4 bilhão de km³, aproximadamente. Além disso, a água pode ser encontrada em seus três estados físicos, sendo a Terra o único planeta em que isso acontece.

De toda a água no mundo, 97,5% é salgada e imprópria para o consumo e para atividades de irrigação, a não ser em locais que utilizam técnicas de dessalinização. Os outros 2,5% são de água doce, que pode ser consumida. No entanto, as calotas polares são mais de 77% dessa água doce, inviabilizado a exploração.

A água doce viável para consumo está localizada, principalmente, no abaixo da superfície, já que as águas subterrâneas representam 22% do total de água doce. Sendo assim, lençóis freáticos e aquíferos, fontes que absorvem e filtram a água do solo, são usadas para captação de recursos hídricos. Por sua vez, os rios e lagos são apenas 0,4% da água doce disponível, mas também são utilizados para obtenção de água.

Além da baixa quantidade de água doce em comparação a salgada, a distribuição da água doce ao redor do planeta acontece de forma desigual. Nas Américas, fica quase 40% da água doce e, na Ásia, quase 32%. O restante é dividido entre a Europa (15%), a África (9,7%) e a Oceania (3,9%). Isso faz com que alguns lugares enfrentem inúmeras crises hídricas, enquanto outros tenham abundância de água.

Água no Brasil

Aproximadamente 12% de todas as reservas de água doce do mundo estão no Brasil, além de uma grande faixa do território localizada no litoral. Contudo, essa grande disponibilidade hídrica não significa que não existam crises hídricas no Brasil, pois, assim como no mundo, a água também está distribuída de forma desigual pelo país.

Os estados brasileiros são classificados de acordo com a disponibilidade de água por habitante. Dessa forma, os estados são classificados em:

  • Riquíssimos: Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Tocantins;
  • Muito Ricos: Maranhão, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina;
  • Ricos: Espírito Santo e Piauí;
  • Situação adequada: Bahia e São Paulo;
  • Pobres: Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Sergipe;
  • Situação crítica: Paraíba e Pernambuco.

Como pode ser visto, as regiões Norte e Centro-oeste possuem muitos recursos hídricos por apresentaram baixa densidade populacional associada a grandes bacias hidrográficas. Enquanto isso, nas regiões mais populosas, como o Sudeste e o Nordeste, a disponibilidade é menor.

No entanto, a baixa disponibilidade de água nessas regiões não está ligada a alta quantidade de habitantes, mas sim aos problemas de gestão e infraestrutura que impedem o acesso a esse recurso. No Nordeste, por exemplo, a maior parte da população está no litoral, mas as crises hídricas acontecem no interior da região, onde falta água com frequência.

Ciclo da água

A maneira como a água circula pela atmosfera e pela terra é coordenada através de um ciclo hidrológico. O objetivo desse ciclo é repor a água doce no planeta. Para tal, a água passa por diferentes estados físicos e transformações.

Inicialmente, a água líquida de rios, mares, oceanos e lagos é evaporada pela energia solar, sendo transformada em vapor. Na atmosfera, esse vapor forma nuvens. De acordo com o clima, essas nuvens condensam e causam a precipitação, que pode ser na forma líquida (chuva), de neve ou de granizo. Essa água pode evaporar novamente antes de chegar ao solo, retornar aos rios, mares, oceanos e lagos ou infiltrar no solo para abastecer as águas subterrâneas.

Ciclo da água

Uso da água

A água é um recurso importante não só para o corpo humano e o meio ambiente, mas também para múltiplas atividades humanas e para a própria organização de uma sociedade.

De toda a água potável no mundo, cerca de 70% é utilizada na agricultura, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). A indústria é a segunda atividade que mais consome, utilizando aproximadamente 22% da água potável. por sua vez, o abastecimento doméstico corresponde apenas 8% do consumo.

Essa divisão desigual entre as atividades humanas e a distribuição irregular da água no mundo resulta em falta de água para uma parcela da população. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 2 bilhões de pessoas não tem água própria para consumo. Além disso, uma boa parte da água é desperdiçada durante as atividades, intensificando ainda mais a possibilidade de escassez.

Escassez de água

Por muito tempo, a água foi encarada como um recurso infinito, já que é renovada em seu ciclo. Infelizmente, essa não é a realidade. Além das atividades humanas e do desperdício, a poluição, o crescimento da população, a urbanização, o desmatamento, a industrialização e as mudanças climáticas também contribuem para que a água fique cada vez mais escassa e imprópria para consumo.

A questão da água é um debate recorrente entre diversos países, cientistas e até mesmo por uma parte da sociedade que já sente os efeitos da escassez. Outro problema que acontece pela falta de água em um local é o excesso em outro, que pode causar inundações. Um relatório da Unesco, de 2018, estimou que 30% da população mundial vive em áreas afetadas por enchentes ou pela seca.

Existe água suficiente no mundo para que não falte água para ninguém. Então, para solucionar esse problema, a ONU aconselha que o uso, o gerenciamento e o compartilhamento dos recursos hídricos. Também é preciso proteger as fontes de água, consumir de forma sustentável e repensar o uso da água em todos os aspectos cotidianos.

Como preservar a água

Qualquer pessoa pode mudar alguns hábitos para ajudar na preservação dos recursos hídricos. Algumas ações que podem ser feitas são:

  • Não tomar banhos demorados;
  • Fechar a torneira enquanto escovar os dentes;
  • Reaproveitar a água da chuva;
  • Usar sabões, detergentes e outros produtos de limpeza biodegradáveis;
  • Não jogar óleo ou restos de comida em pias e ralos;
  • Utilizar baldes ao invés da mangueira durante a limpeza;
  • Apertar a descarga apenas pelo tempo necessário;
  • Não jogar lixo em rios, lagos e na praia;
  • Feche bem todas as torneiras.

Veja também:

você pode gostar também