Mesopotâmia

A Mesopotâmia foi uma região que abrigou diversas civilizações durante a Antiguidade.

0

A Mesopotâmia foi uma região desértica fixada entre os rios Tigre e Eufrates, fundamentais para avanço da agricultura e criação de animais. Tais fatores foram indispensáveis para a sedentarização do ser humano.

Por ser uma região considerada fértil, vários povos habitaram a Mesopotâmia. Por isso, ela é considerada o berço de várias civilizações que se formaram na Antiguidade. Podemos citar:

  • Sumérios
  • Acádios
  • Amoritas
  • Assírios
  • Caldeus

O país que atualmente se situa na região que antes era a Mesopotâmia, é o Iraque.

Resumo

A política da Mesopotâmia se concentrava na divisão de pequenos Estados independentes, possuidores de uma homogeneidade cultural que firmavam relações econômicas entre si.

Os mesopotâmicos tiveram que criar sistemas de irrigação para ter domínio sob as cheias dos rios Tigre e Eufrates, responsáveis pela sobrevivência desses povos.

A principal atividade econômica era a agricultura. Uma parte expressiva das terras eram controladas pelo Estado que as repartiam a parte da população (rendeiras, colonos e funcionários públicos) que em troca, deveriam pagar aluguéis.

Além da agricultura, havia o comércio e o artesanato que rendiam lucrativos retornos. Essa região era bastante voltada ao comércio, por isso, viu-se a necessidade da criação de leis e da padronização dos pesos, medidas e moeda.

Ao longo do tempo, os comerciantes foram evidenciados na sociedade, realizando algumas mudanças.

O líder político também desempenhava funções como líder religioso, por isso, era considerado representante dos deuses na Terra. Além dele, os sacerdotes cumpriam uma importante função no governo das cidades.

A sociedade se organizava em:

  • Chefes religiosos e sacerdotes (no comando)
  • Ricos comerciantes e proprietários
  • Homens livres sem posses
  • Escravos

O comércio, as atividades administrativas e o trabalho coletivo foram muito importantes para o avanço da escrita, das leis, da matemática, do calendário, da moeda, das medidas e dos pesos.

Todos os registros eram feitos através da escrita cuneiforme. O desenvolvimento dessa escrita revolucionou a cultura e a transmissão de saberes.

Mesopotâmia
Escrita cuneiforme

Mapa

Vejamos o mapa da Mesopotâmia:

Mesopotâmia
Mapa da Mesopotâmia

Povos da Mesopotâmia

Selecionamos alguns povos que habitaram a região da Mesopotâmia:

Sumérios

Os sumérios formaram a primeira civilização naquela região que se tem registros. As cidades eram independentes e comandadas por um chefe militar e religioso.

A população tinha que pagar impostos e as leis se baseava nos costumes. Se destacaram por terem sido os inventores da escrita cuneiforme.

Acádios

O enfraquecimento dos sumérios possibilitou a invasão e domínio dos acádios na Mesopotâmia.

Construíram o Império Acádio, um imenso império com o poder centralizado, o primeiro da região. Nesse sentido, os povos conquistados eram governados por um único imperador.

As rebeliões internas possibilitaram a invasão de guerreiros nômades, responsáveis pelo fim do Império.

Amoritas

O império construído pelos amoritas envolvia quase toda a região da Mesopotâmia. Chamado de Primeiro Império Babilônico, ele teve como principal imperador, Hamurabi (1792-1750 a.C.).

Sua ação mais conhecida é o Código de Hamurabi, um conjunto de leis que influencia até os dias atuais.

Após o governo de Hamurabi, ocorreram várias invasões e o Império foi desintegrado.

Assírios

Os assírios se desenvolveram ao norte da Mesopotâmia. Era uma região formada por solos inférteis mas cobiçada em razão de sua localização, próxima ao Vale Mesopotâmico.

Possuidores de um exército poderoso e fortes armas, os assírios criaram táticas de guerra com o objetivo de protegerem seu território.

Além disso, eles ficaram conhecidos pela agressividade em que tratavam seus inimigos, adotando práticas como cortar os dedos, orelhas e mãos.

O Império Assírio abrangeu territórios da Mesopotâmia, Egito, Síria, Palestina e Fenícia.

Caldeus

Os caldeus foram povos que ficaram conhecidos como “novos babilônicos”. Conquistaram uma área gigantesca, formando o Novo Império Babilônico.

Nabucodonosor, o mais poderoso rei do Império, comandou a destruição de Jerusalém, em 586 a.C., e a prisão de milhares de judeus que se tornaram escravos e tiveram que caminhar até a Babilônia.

A riqueza conquistada através dos povos dominados possibilitou a reconstrução da Babilônia, que se tornou novamente o centro político, cultural e econômico da Mesopotâmia.

Em 539 a.C., os persas liderados por Ciro, o Grande, invadiram o Novo Império Babilônico e tomaram o poder.

Saiba mais em:

você pode gostar também
Deixe um comentário