Idade Antiga

A Idade Antiga é a período da história que envolve desde o surgimento da escrita (4000 a.C) até a queda do Império Romano do Ocidente, no século V.

0

A Idade Antiga é o período que compreende desde o surgimento da escrita, que ocorreu por volta de 4000 a.C. até 476 d.C., ano em que houve a queda do Império Romano do Ocidente.

A divisão dos períodos históricos em Idades foi uma invenção dos historiadores do século XIX, que viram a necessidade de periodizar a história de acordo com os grandes acontecimentos do mundo ocidental que marcaram a humanidade.

Desse modo, a Idade Antiga é a primeira fase da história humana após a invenção da escrita. Segue-se à ela, a Idade Média, Idade Moderna e Idade Contemporânea.

Idade Antiga

A Antiguidade é um período que se orienta pelo surgimento e apogeu das civilizações que se desenvolveram no Médio Oriente e no continente europeu. Algumas constituem a Antiguidade Oriental e outras a Antiguidade Ocidental.

Antiguidade Oriental

Antiguidade Ocidental

Vejamos as principais características de cada uma.

Antiguidade Oriental

Mesopotâmia

A Mesopotâmia foi uma região que ficou conhecida por sua localização se situar entre dois rios, o Tigre e o Eufrates, onde vários povos se desenvolveram. Suas principais caraterísticas, foram:

  • Comportou diversos povos: sumérios, acádios, assírios, caldeus, babilônios.
  • Politeísta
  • Economia baseada na agricultura
  • Sem mobilidade social
  • Sociedade hierarquizada
  • Os sacerdotes mesopotâmicos tinham habilidade astronômicas

Egito Antigo

O Egito Antigo comporta vários temas de relevância histórica. Sua história é dividida em Alto, Médio e Baixo Império. É considerado o berço da civilização.

Se desenvolveu as margens do rio Nilo, um rio fértil responsável pela economia e pela produção de alimentos para a população. Suas principais características foram:

  • O faraó possuía o poder absoluto, inclusive religioso
  • Forte exército
  • O Egito Antigo era dividido em regiões administrativas, chamadas de nomos
  • Economia agrícola
  • Acreditavam na vida após a morte
  • Politeístas
  • Sociedade hierarquizada
  • Destaque às artes plásticas e arquitetura
  • Se destacaram na química, medicina, astronomia e matemática

Hebreus

Os hebreus se fixaram na Palestina por volta de 2000 a.C. Não construíram um grade império, mas chegaram a construir instituições monárquicas em que os representantes mais notáveis foram os reis Davi e Salomão. Suas principais características foram:

  • Sociedade patriarcal
  • Monoteísta
  • Valorizavam a cultura, as artes e a arquitetura
  • Política descentralizada

Fenícios

Os fenícios foram os inventores do alfabeto fonético simplificado composto de 22 letras, que serviu de base para o alfabeto utilizado atualmente.

Localizava-se entre o mar Mediterrâneo e regiões montanhosas, território desfavorável para a agricultura e pastoreio. Com isso, eles se desenvolveram na área marítima. Vejamos suas principais características:

  • Domínio de grandes navegações
  • Economia voltado para o comércio e pesca
  • Construíam grandes navios resistentes
  • Politeístas
  • Formada por várias cidades-estado

Persas

Os persas se caracterizaram pelo expansionismo, obrigando todos os povos conquistados a pagarem impostos. No entanto, seus costumes, tradições e línguas não eram impedidos de serem praticados pelos dominadores.

As principais características desse povo, eram:

  • Política expansionista
  • Poder centralizado
  • Economia voltada para a agropecuária, artesanato e mineração
  • Zoroatrismo
  • Construíram grandes e luxuosas obras arquitetônicas

Antiguidade Ocidental

Grécia Antiga

A Grécia Antiga era composta por diversas cidades-estado, com sistemas sociais políticos próprios. As principais cidades eram Atenas, Esparta e Tebas.

As guerras e as interações sociais desencadearam na articulação de muitos traços, responsáveis por integrar a civilização europeia. Suas principais características, eram:

  • Criadores da democracia
  • Economia baseada no artesanato, agricultura e comércio
  • Politeístas
  • Valorização da cultura: teatro, literatura e música
  • Valorização dos esportes
  • É dividida em: Pré-Homérico (séculos XX – XII a.C.); Homérico (séculos XII – VIII a.C.); Arcaico (séculos VIII – VI a.C.); Clássico (séculos V – IV a.C.)

Roma Antiga

Roma nasceu de uma pequena aldeia e se tornou uma das maiores civilizações da Antiguidade. Ela recebeu a influência de vários povos, como os etruscos, latinos, sabinos, gregos, entre outros.

Localizada na Península Itálica, ela foi o centro da vida política e econômica.  A Roma Antiga teve três formas distintas de governo, a Monarquia, República e Império.

Vejamos suas principais características:

Monarquia

  • Formada por três classes sociais: patrícios, clientes e plebeus
  • Dirigida por sete reis eleitos pelos patrícios
  • Senado
  • Assembleia Curiata

República

  • Instituída pelo Senado, responsável pelas questões políticas e militares
  • Assembleia Curiata teve seus poderes limitados às atividades religiosas
  • Assembleia Centuriata
  • Poder concentrado nas mãos dos patrícios
  • Aumento da exploração dos plebeus
  • Tribuna da plebe: criada para defender os direitos dos plebeus
  • Expansão romana
  • Primeiro Triunvirato
  • Segundo Triunvirato

Império

  • Ampliação do sistema escravista
  • Centralização do poder
  • Ampliação do fornecimento do pão e trigo
  • Aumento do entretenimento para a população

Saiba mais em:

você pode gostar também