Revolta dos Malês

A Revolta dos Malês foi uma rebelião escrava ocorrida em Salvador, capital da Bahia, em 1835.

0
O que foi a Revolta dos Malês? Foi uma revolta escrava que ocorreu na capital da Bahia, Salvador, durante o período regencial.

A Revolta dos Malês foi a maior revolta de escravos já ocorrida na história do Brasil, mobilizando cerca de 600 africanos escravizados que marcharam nas ruas da capital baiana convocando seus pares a lutarem contra o sistema escravista.

Ocorrida em 1835, esta revolta ficou marcada pela participação dos escravos de origem islâmica, os chamados malês.

Resumo

A Revolta do Malês ocorrida em 1835, foi uma tentativa de insurreição que foi severamente reprimida pelas tropas imperiais.

Os participantes do conflito foram os malês, forma como os muçulmanos nascidos na África – libertos ou escravos – eram chamados.

Numerosos em Salvador, eles se reuniam para cultuar Alá, realizavam leituras do Alcorão e ensino da língua árabe. Todas essas atividades deveriam ocorrer de maneira escondida, uma vez que eram punidos e obrigados a aceitar o catolicismo.

É importante salientar que muitos desses escravos tinham acesso à leitura e à escrita, algo raro em um momento em que somente os brancos tinham acesso ao conhecimento.

Identifica-se uma divisão entre os negros da capital baiana quando percebemos que nenhum escravo ou liberto nascido no Brasil aderiu ao movimento.

As pesquisas indicam que a revolta iniciou-se a partir do descontentamento dos muçulmanos em relação à repressão policial a suas manifestações religiosas, como a destruição de uma mesquita na cidade.

Além da demolição do local, uma festa islâmica em novembro de 1834 foi interrompida. A partir de então, um levante foi organizado para ocorrer às cinco horas da manhã do dia 25 de janeiro de 1835.

No entanto, três libertos denunciaram o movimento, antecipando os acontecimentos. Antes da ocorrência do conflito, policiais invadiram a casa em que cerca de 60 africanos se reuniam.

Ao resistirem à repressão policial, saíram pelas ruas de Salvador com armas cortantes em punho. Contudo, acabaram derrotados pelas forças policiais que estavam munidas com armas de fogo.

Os revoltosos não atacaram a população e nem invadiram ou incendiaram casas. Cerca de 600 africanos participaram do levante. Vários foram presos e quatro condenados à morte.

Onde ocorreu a Revolta dos Malês?

A Revolta dos Malês ocorreu na cidade de Salvador, capital da Bahia.

Líderes

Os líderes da Revolta dos Malês, foram:

  • Pacífico Licutan
  • Manuel Calafate
  • Luis Sanim

Objetivos

Os principais objetivos dos revoltosos, eram:

  • Libertar os africanos escravizados de origem islâmica
  • Eliminar o catolicismo
  • Adotar uma república islâmica

Consequências

As principais consequências da Revolta dos Malês, foram:

  • Prisões
  • Mortes
  • Feridos
  • Destruição de uma mesquita
  • Proibição de cultos religiosos
  • Proibição de andar nas ruas a noite

Como terminou?

A revolta durou por horas. A última batalha ocorreu no bairro Água de Meninos, local em que os africanos foram derrotados.

Saiba mais em:

você pode gostar também