Amebíase

Continue lendo para conhecer essa parasitose!

0

A amebíase é uma infecção causada por parasitas que se alojam no intestino dos animais. Ela acontece com frequência em locais onde não há saneamento básico eficiente e os alimentos e água ficam expostos à esgotos.

Causas da amebíase

A causa da amebíase é o parasita Entamoeba histolytica que pode ser ingerido em alimentos e água contaminados ou pelo contato direto com fezes contaminadas.

Esse parasita libera cistos no ambiente que podem viver durante meses até encontrar um organismo para se desenvolver.

Fatores de risco da amebíase

  • Pacientes oncológicos.
  • Desnutrição.
  • Alcoolismo.
  • Idade.
  • Gravidez.
  • Viagem a regiões com condições sanitárias precárias.
  • Uso de corticoide que inibem o sistema imunológico.

Sintomas da amebíase

Os sintomas da amebíase podem ser inexistentes, leves ou graves e surgem, normalmente, entre 7 a 10 dias da exposição do corpo ao parasita.

Os sintomas leves são cólicas abdominais, evacuação de fezes com sangue, fadiga, gases, dor retal, perda de peso involuntária.

Já os sintomas graves são representados por sensibilidade no abdômen, fezes líquidas e com sangue, evacuação de até 20 vezes por dia, febre, vômitos e náuseas.

Diagnósticos da amebíase

Os médicos poderão fazer exames físicos como examinar o abdômen e analisar o histórico das últimas semanas do paciente.

Se houver suspeita de amebíase, deverão ser solicitados exames de fezes e outros para verificar se as funções hepáticas estão normais.

Tratamento da amebíase

O tratamento para os casos mais simples de amebíase é feito através de medicamentos administrado via oral para controlar a reprodução dos parasitas e os sintomas.

Se o parasita invadir órgãos internos, o tratamento deverá ser realizado para impedir que outros órgãos sejam afetados pelos parasitas.

Casos graves de perfuração do cólon ou tecidos peritoneais podem requerer cirurgias para reparação dos danos.

Prevenção da amebíase

  • Lavar bem as mãos, principalmente, antes das refeições e após usar o banheiro.
  • Lavar bem os alimentos.
  • Beber somente água filtrada ou fervida.
  • Evitar produtos lácteos não pasteurizados.
  • Evitar alimentos vendidos em locais sem condições sanitárias.

Veja também:

você pode gostar também
Deixe um comentário