Aneurisma

Você sabe o que é um aneurisma? Continue lendo para entender melhor sobre essa doença!

0

O aneurisma ocorre quando há uma dilatação anormal em uma artéria que pode permanecer assim por toda vida ou se romper causando hemorragias.

Eles podem ocorrer em qualquer artéria do corpo, os cerebrais e da aorta torácica e abdominal são os mais perigosos, com altas taxas de mortalidade.

Causas do aneurisma

O aneurisma ocorre quando a parede arterial enfraquece ou apresenta alguma anormalidade.

Esse pode ser um problema congênito, ou seja, a pessoa pode nascer com ele ou adquiri-lo durante a vida por fatores associados como:

  • Hipertensão não controlada;
  • Traumatismos cranianos ou torácicos;
  • Tabagismo.

Sintomas do aneurisma

Os aneurismas que são menores costumam não apresentar sintomas, entretanto, quando eles crescem podem causar problemas graves como a compressão de partes do cérebro.

Nesse caso os sintomas dependem da área cerebral que foi afetada pela compressão. O tamanho e extensão do sangramento determinam a intensidade e gravidade dos sintomas.

Os primeiros sintomas de aneurisma mais comuns são:

  • Dor de cabeça súbita e intensa;
  • Náuseas e vômitos;
  • Perda de consciência.

Aneurisma abdominal

O aneurisma abdominal está associado à presença de placas de gordura e calcificação das artérias, chamada de aterosclerose. Esse tipo de aneurisma não possui relação com o aneurisma cerebral.

Geralmente, o aneurisma abdominal é assintomático na maior parte do tempo, podendo apresentar apenas sintomas leves como pulsação abdominal.

No entanto, se ele começar a se expandir rapidamente e o risco de rompimento ficar iminente, o paciente pode sentir dores abdominais fortes e persistentes, náuseas e vômitos, aumento de frequência cardíaca, queda de pressão e choque hemorrágico.

Causas do aneurisma

Os principais fatores de risco para a formação de aneurismas são o tabagismo e alterações não controladas da pressão arterial.

Também existem algumas doenças que aumentam o risco de aneurismas como a síndrome de Marfan, a síndrome de Ehler Danlos e doenças renais policísticas.

Os homens possuem maior histórico de aneurismas e fatores como histórico familiar, idade, colesterol elevado, obesidade e aterosclerose pré-existente aumentam o risco do desenvolvimento de aneurismas.

Tratamento dos aneurismas

O tratamento do aneurisma normalmente é cirúrgico. As técnicas de hemodinâmica são menos invasivas e tornam os procedimentos mais seguros, com menos riscos de complicações e sequelas.

Prevenção dos aneurismas

  • Controle e monitoramento da pressão arterial;
  • Controle dos índices de glicose;
  • Diminuição do colesterol e triglicérides;
  • Alimentação saudável;
  • Prática de exercícios físicos;
  • Não fumar;
  • Evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Veja também:

você pode gostar também