O que é fotossíntese

Continue lendo para aprender o que é e como ocorre a fotossíntese!

0

Todos os seres vivos precisam de energia para sobreviver. Alguns seres, chamados de heterótrofos, adquirem essa energia através dos alimentos, como fazem animais e humanos.

No entanto, existem também seres autótrofos, que são organismos capazes de produzir seu próprio alimento a partir de substâncias inorgânicas retiradas do ambiente em que vivem.

Esse é o caso das plantas, algas e cianobactérias, que se alimentam por meio da fotossíntese.

O que é fotossíntese?

A fotossíntese é o processo pelo qual um ser autótrofo consegue obter seu alimento.

Nesse processo, a energia solar é capturada pelas plantas verdes e transformada em energia química.

O principal órgão fotossintetizante das plantas são as folhas, mas a fotossíntese também pode acontecer em caules verdes e frutos jovens.

Como a fotossíntese acontece?

Para que a fotossíntese aconteça é necessário que existam três fatores em conjunto: luz solar, água e gás carbônico. Sem qualquer um deles, a fotossíntese não acontece.

No aspecto molecular, a fotossíntese consiste em uma reação bioquímica que obtém glicose por meio da energia solar. Essa reação segue a equação:

Luz solar + 12H2O + 6CO→ 6O2 + 6H2O + C6H12O6

 Onde:

  • H2O: água
  • CO2: gás carbônico
  • O2: oxigênio
  • C6H12O6: glicose
Fotossíntese - Cloroplasto
Fotossíntese – Cloroplasto e os componentes essenciais para que a fotossíntese aconteça.

Importância da fotossíntese

Olhando a equação acima, é possível perceber claramente que, além de retirar o gás carbônico (CO2) do meio ambiente, no final a fotossíntese ainda produz gás oxigênio (O2) que é liberado para a atmosfera.

Por isso, a fotossíntese é importante para as teias alimentares do nosso planeta porque os organismos que fazem fotossíntese são os produtores, ou seja, são os responsáveis pela produção de energia.

E, além disso, a fotossíntese também recicla o ar atmosférico que respiramos, retirando gás carbônico e devolvendo gás oxigênio para o meio ambiente.

Cloroplastos e clorofila

O processo fotossintético acontece numa organela chamada cloroplasto que é muito numerosa nos organismos fotossintetizantes.

A estrutura do cloroplasto é composta por uma membrana dupla e DNA próprio, ou seja, o DNA não é o mesmo do organismo em que ele está presente.

O espaço interno dos cloroplastos é chamado de estroma, local em que ficam armazenadas as enzimas utilizadas para fixação de carbono durante a fotossíntese.

Dentro dos cloroplastos também existem os tilacoides, que são pequenas estruturas achatadas. Os tilacoides ficam empilhados, formando torres chamadas de granum.

Os grana (plural de granum) armazenam a clorofila, que é um pigmento fotossintetizante, responsável por absorver a luz solar.

A clorofila é um pigmento de cor verde e é ela que dá cor as folhas, caules e frutos jovens das plantas. Existem vários tipos de clorofila, o principal é chamado de clorofila-a.

Fotossíntese - Estrutura do cloroplasto.
Fotossíntese – Estrutura do cloroplasto.

Quimiossíntese

A fotossíntese acontece em muitas etapas que podem ser divididas em fase luminosa e fase de fixação de carbono.

Fase luminosa

A fase luminosa acontece nos tilacoides, dentro dos cloroplastos. Nessa etapa, a energia solar é recebida pela clorofila e transformada em energia química.

A clorofila contém moléculas que passam para o estado excitado à medida que absorvem luz solar.

Essa etapa da fase luminosa é chamada de fase clara. Os elétrons que estão energizados são transferidos para um receptor.

Nesse processo de transferência acontece a reação mais importante da fotossíntese: a fotólise da água.

  • Fotólise da água

A clorofila que está excitada e perdeu os elétrons, recupera seis elétrons através da quebra das moléculas de água, formando íons H+ e átomos livres de oxigênio.

Os átomos de oxigênio se agrupam de dois em dois e formam o gás oxigênio O2. Portanto, a fotólise da é a decomposição de moléculas de água que formam o gás oxigênio.

Os elétrons energizados seguem para o centro de reação do fotossistema e se juntam a moléculas NADP+.

Fase de fixação de carbono

A fase de fixação de carbono é a fase onde o carbono será fixado em um composto orgânico, ou seja, a glicose será produzida.

Essa fase acontece no estroma do cloroplasto e são utilizadas moléculas energéticas de NADPH e ATP que foram produzidas na fase luminosa.

A produção de glicose através de fixação de carbono acontece dentro de um processo chamado de Ciclo de Calvin.

você pode gostar também