O que é glúten

O glúten é uma proteína natural presente em muitos cerais, que traz benefícios à saúde e não precisa ser retirada da alimentação.

0
O glúten é uma proteína natural presente em muitos cerais, como o trigo, o centeio e a cevada. Nas receitas, o glúten é o responsável pela elasticidade dos alimentos, do modo que acontece quando a massa de pão feita.

Para que serve o glúten

O glúten é composto por dois grupos de proteínas: a gliadina e a glutenina. Nos grãos, como trigo e centeio, o glúten fica no endosperma, a reserva nutritiva da planta. No entanto, essas propriedades só se tornam importantes quando é adicionada água à farinha de trigo ou de outro cereal.

Quando a massa é misturada, a gliadina e a glutenina fazem pontes entre sim. Desse modo, a massa fica mais elástica e resistente para não arrebentar. Outra função do glúten é auxiliar no crescimento do pão e do bolo por meio da rede que não deixa o gás carbônico da fermentação escapar. Assim, os alimentos são macios e mais fáceis de mastigar.

Benefícios do glúten

Como um alimento natural, o glúten possui alguns benefícios no seu consumo, como:

  • Fonte de proteína vegetal: ao contrário das proteínas animais, as proteínas de origem vegetal têm mais fibras e menos gorduras;
  • Carboidratos dão fontes de energia: muitos alimentos que contém glúten também são ricos em carboidratos, como pão e macarrão, então são boas fontes de energia para evitar fadiga, mau humor e perda da massa muscular;
  • Cerais integrais fazem bem à saúde: cereais ajudam a regular o apetite e o processo de digestão, sendo essenciais para uma boa alimentação.

Malefícios do glúten

O glúten só apresenta malefícios a pessoas com doença celíaca e com algum tipo de alergia ao glúten. No entanto, nos últimos anos, surgiram diversos relatos de pessoas que se sentem inchadas e “engordaram” devido ao glúten. Assim, dietas sem glúten se tornaram populares.

Entretanto, o problema não é consumir glúten e sim alimentos que contém glúten em grandes quantidades. Vários alimentos em glúten são ricos em carboidratos, que são armazenados pelo corpo na forma de gordura. Por isso, várias pessoas passaram a praticar “dietas sem glúten”, mesmo sem sofrerem algum tipo de incômodo ao consumir a proteína.

Médicos afirmam que iniciar uma dieta dessas sem orientação médica é extremamente perigoso, já que o glúten, dentro de uma dieta equilibrada, traz benefícios para a saúde. Além disso, “alimento sem glúten” não significa menos calórico ou mais saudável.

Doença celíaca e glúten

Mesmo sendo uma proteína natural, aproximadamente 1% da população possui doença celíaca, que faz com que o glúten não seja aceito pelo intestino. Assim, quando o glúten chega no intestino dessas pessoas, uma reação do sistema imunológico é desencadeada e células de defesa atacam a região.

Dessa forma, as vilosidades intestinais, responsáveis por absorver os nutrientes dos alimentos, ficam inflamadas, bagunçando todo o trânsito intestinal. Por isso, a pessoa passa não receber os nutrientes necessários para manutenção do corpo.

Os principais sintomas de doença celíaca são diarreia, dor e inchaço abdominal. Caso uma pessoa tenha esses sintomas, deve procurar um médico para iniciar os exames de diagnóstico da doença.

Veja também: O que é fibromialgia

você pode gostar também