Pedra nos rins

As pedras nos rins são uma das doenças mais dolorosas que o ser humano pode ter, saiba como evitar ou tratar essa doença.

0

As pedras nos rins também podem ser chamadas de cálculos renais. Elas são tecidos endurecidos formados pelo excesso de cristais existentes no sistema urinário ou excretor.

A maioria de nós possui esses cristais e eles passam despercebidos pelo sistema, o problema é quando a quantidade começa a ser muito numerosa e se acumular, principalmente nos rins.

Essas pedras podem entupir os canais do sistema urinário, como o ureter que transporta a urina até a bexiga. Quando o corpo tenta expulsar esses cristais causa dores intensas ao indivíduo.

Por isso, quanto mais existe acúmulo desses cálculos renais maiores as chances de dores muito agudas que começam nas costas e se irradiam por todo abdômen. A dor ocorre em formas de cólicas, com picos agudos de dores seguidos de momentos de alívio.

Os rins são o filtro do nosso corpo

Os nossos rins são dois órgãos especializados em filtrar o sangue e, durante essa filtragem, eles retêm a água para formar a urina e elementos em excesso como cálcio, ácido úrico e oxalato.

Quando existem mais substâncias do que água para dissolvê-las, elas se acumulam formando os cristais que se agregam e formam os cálculos renais. Por isso, o tamanho e formato dos cálculos são muito variáveis, já que dependem da quantidade de material disponível.

Pedras nos rins - Cálculo renal
Pedras nos rins – Cálculo renal

Sinais e sintomas

  • Cólicas que se originam na lombar e se direcionam para o abdômen.
  • Dor na pelve, região baixa da barriga.
  • Urina com sangue.
  • Náuseas e vômitos
  • Aumento da frequência urinária.
Pedras nos rins - Cálculo renal
Pedras nos rins – Cálculo renal

Fatores que aumentam o risco da formação de pedras nos rins

  • Pouca ingestão de água
  • Abuso de sal na alimentação
  • Excesso de alimentos com muito cálcio e proteínas
  • Obesidade
  • Hipertensão
  • Predisposição genética

Prevenção

A principal prevenção para não ter cálculos renais é adotar hábitos saudáveis de vida, beber bastante água e estar sempre atento a cor da urina, que deve estar sempre com aspecto clara. A mudança na cor da urina é o primeiro fator de preocupação e mostra que falta água no organismo.

A ingestão de sal em excesso faz com exista maior retenção de líquido e o consumo exagerado de carne vermelha e frutos do mar podem aumentar o ácido úrico.

Também deve-se ter cuidado com a suplementação de cálcio, principalmente em pessoas mais idosas, já que essa substância pode cristalizar se estiver em excesso no corpo.

Tratamento

O tratamento deve ser feito com médico urologista e leva em conta o motivo da formação das pedras, a quantidade e o local onde elas estão acumuladas.

Ele pode ser feito através de medicamentos, cirurgias por laser, cirurgias tradicionais com cortes ou endoscópicas.

Curiosidades

A predisposição de acumular substância e formar cálculos renais são passados geneticamente entre as gerações, ou seja, é uma doença que pode ser causada congenitamente.

Isso não quer dizer que se alguém na sua família sofre com cálculos renais você também sofrerá. Mas quer dizer que você precisa ficar em alerta e cuidar da sua saúde pois você tem uma probabilidade maior de ter cálculos renais que alguém que não possui nenhum caso na família.

Veja também:

você pode gostar também
Deixe um comentário